Capítulo 3 – O sacrifício do jovem

Continuando a sua jornada escolar cada vez mais difícil por conta da acuidade visual nosso herói chega ao terceiro ano do ensino fundamental com apenas nove anos e um grande desafio, encontrar ânimo para seguirem frente e continuar sua luta para conseguir se firmar em uma escola publica normal, no entanto, Thiago começa a perceber as suas dificuldades desde o primeiro dia de aula ao perguntar ao colega o que estava escrito no quadro negro, muito inocente Thiago não sabia que não podia enxergar daquela distancia e demorou a contar a sua mãe o que estava se passando.

Thiago ingressou no terceiro ano em uma escola diferente do que estudou os dois anos anteriores devido à inauguração da escola mais próxima de sua casa aproximadamente 5 minutos a pé, mas, isso não significa necessariamente que teria vida fácil, um pouco do preconceito das pessoas e as dificuldades de Thiago marcaram uma das fases mais difíceis e penosas para o nosso herói, assim como também marcou em seu caminho um anjo que acolheu Thiago vendo seu potencial e esforço na época e assim não deixou de ajuda-lo nesse momento.

O nome deste anjo é a sua professora Eliana que foi muito importante na vida do Thiago, em conjunto com a sua mãe vendo a necessidade de Thiago de manter o caderno em ordem não era uma tarefa fácil, apesar de a professora Eliana chorar quase todos os dias em sua casa pensando em uma forma de facilitar a vida de Thiago, passou longe o fato de ter uma vida facilitada, Eliana era bem exigente com Thiago que teve de encarar grandes desafios entre eles o cansaço sobre-humano em que se submeteu para poder apesar das dificuldades acompanhar o desempenho na escola em igualdade de condições com os outros colegas.

A mãe de Thiago pediu por varias vezes o caderno emprestado para uma das vizinhas que estudava na mesma classe de Thiago, mas, em certos momentos a mãe de Thiago se viu sozinha já que existia preconceitos e que a ajuda muitas vezes era negada e foi a partir deste momento que Thiago começou a ter obstáculos muito maiores e quase insuperáveis que foi superado devido a um exaustivo esforço e bota exausto nisso.

Eliana achava que pedir ao Thiago que tinha apenas nove anos de idade começar a escrever a matéria toda no caderno mesmo com a deficiência visual era sacrificar demais, no entanto, ela não encontrou outra maneira de coloca-lo em igualdade com os demais colegas de classe resolveu fazer isso. Thiago na distância até o quadro negro devido a sua acuidade visual só via rabiscos e era impossível copiar qualquer informação do quadro negro, mas, a professora disponibilizou uma carteira de uso individual o mais próximo do quadro negro possível, então Thiago subia em uma cadeira, lia um trecho do texto que estava escrito, memorizava, voltava e copiava o conteúdo no caderno, agora imagine sempre fazer este movimento? A Eliana dizia que dava muita pena, Thiago voltava para casa cheio de giz na cara e na roupa, mas, tinha a matéria toda em ordem copiada.

Thiago se sentia diferente e com sensação de mal estar, pelo fato de ficar muito perto do quadro negro e subir na cadeira para ler o texto que estava mais alto no quadro Thiago dizia à professora que atrapalhava o colega que queria copiar aquela linha ou trecho, no entanto, Eliana diz que isso não importava, mas, sim que o Thiago pudesse copiar a matéria e vencesse essa dificuldade. Como se isso não bastasse, como era sacrificante fazer isso e o enorme consumo de energia empregado é natural que nosso herói não tivesse disposição para mais nada, mas, ai veio às lições de casa, muitas vezes por mais que a mãe de Thiago o incentivasse a fazer as suas lições de casa, devido ao seu empenho na escola para copiar a matéria Thiago estava exausto e muitas vezes dormia em cima dos cadernos, a mãe de Thiago também não deu muita moleza para nosso herói que apesar de estar no seu limite só comia algo depois que chegava da escola e descansava no máximo uma hora antes de começar o dever de casa, como era lento para escrever na época e tinha dificuldades para escrever em linha reta a mãe de Thiago ficava o tempo todo com ele fazendo os exercícios e quando a noite chegava colocava uma luminária perto do caderno para que Thiago tivesse as mínimas condições de prosseguir com seus estudos, no caso fazer a lição de casa, nem era preciso dizer que dormia morto de tão cansado que ficava, mas, essa rotina rudimentar parecia à única solução para o nosso herói na época.

Apesar de ser um ano que reprova com todas as dificuldades Thiago teve êxito e seus esforços valeram a pena, foi considerado o melhor da classe em que estudava e seu nome nunca foi para o livro negro da professora Eliana, no entanto, Thiago não admitia continuar levando essa vida desgastada de ter que deslocar uma carteira próxima ao quadro negro só para copiar a matéria e então pediu a sua mãe ajuda para encontrar outra solução, pois, seria difícil seguir estudando nessas circunstancias então promovido de série Thiago ingressou no quarto ano sem muita expectativa de melhora, no entanto foi por pouco tempo, o Thiago encontraria na instituição “Lara Mara” o que ele precisava para poder facilitar bem a sua vida na escola, mas, mesmo assim os caminhos dele tiveram mais pedras no caminho,

Anúncios

Sobre Thiago

Thiago Pereira de Brito (29) Jaraguá – São Paulo – SP é um cidadão que já teve de logo cedo lutar para viver, nascido no hospital Cruz Azul estava tentando ganhar peso suficiente já que nasceu fraco, mas infelizmente o excesso de oxigenação queimou o globo ocular de sua visão direita e o deixou sem entrada de luz e também afetou consideravelmente o olho esquerdo do qual enxerga estimados trinta por cento. O primeiro grande desafio do Thiago venho na infância a escolha de uma escola normal ou especial não parecia uma decisão muito fácil, mas, Thiago escolheu de bate pronto o que queria enfrentar e durante boa parte de sua vida enfrentou dificuldades sendo que a maior delas foi a sua própria alfabetização. Hoje Thiago trabalha como analista de suporte à redes por uma grande empresa, formado em ciência da computação tem uma história vencedora que você pode conhecer neste site acessando a seção História de Thiago.
Esse post foi publicado em História de Thiago. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Capítulo 3 – O sacrifício do jovem

  1. Aline Claudino Dockhorn disse:

    Thi

    Tu realmente és um grande vencedor nessa vida e deve ter muito orgulho de tudo. Pelo menos eu tenho muito. Tu não é simplemente um cara, tu é O CARA!!!
    Parabéns amado!

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s