Quando se fingir de cego, surdo e mudo? E aprender a dizer NÂO

Hoje vamos falar de situações em mais um “Pensamentos & Filosofias de vida”, o excesso de proteção de nossos entes mais queridos e daqueles que verdadeiramente gostam de nós é mesmo bem normal no entanto nem muitas vezes saudável.

As vezes tem experiências que somente nós devemos passar para que possamos aprender e mesmo que alguém nos dê conselhos ou nos diga para mudar nosso caminho não adianta é melhor não interferirmos. Alguém aqui sabe algum exemplo de situação que não adianta intervir? Uma delas normalmente é quando uma pessoa esta em um relacionamento prejudicial e esta apaixonado pela primeira vez, eu já passei por isso e muitos passam por isso, quem está do lado de fora não enxerga as coisas como quem está apaixonado enxerga, aquele que se encontra em uma relação destrutiva pode ser considerado um tolo, mas, ele sempre tem a esperança de que as coisas vão melhorar, neste caso é preciso deixar que o apaixonado perceba que não está dando certo, palavras não irão adiantar o que você estará conseguindo com isso é brigas, separação e aumentar a ira daquele que justamente você esta tentando ajudar.

Em brigas de casais não se mete a colher é um ditado popular, mas, que pode ser aplicado facilmente quando você tem conflitos internos entre parentes e familiares ou alguém para a sua infelicidade pede que você fique do lado A ou do lado B, neste caso o melhor é se manter neutro ou se possível ficar longe dessa energia, estar do lado de alguém pode ocasionar o descontentamento de uma das partes e aumentar ainda mais a crise, deixa que eles se resolvam, além disso, pra que pegar um problema que não é seu, já temos os nossos para cuidar não é mesmo, outra coisa que é valida é nunca se intrometer naquilo que você nem foi chamado pode levar um chega pra lá logo de entrada pra ficar esperto.

Intrometer-se naquilo que não foi chamado é a parte que mais odeio e pelo visto muitas pessoas cometem esse erro, isso vale inclusive par aqueles que aparentemente tem dificuldades e precisam de ajuda como os deficientes físicos e visuais, ora, de boa vontade o inferno está cheio, mas, você não deve mesmo ajudar alguém que não solicitou ajuda, entre os deficientes existem aqueles que tem autonomia e conseguem se virar, ao tentar ajudar um deficiente você corre o risco de diminuí-lo sem necessidade nenhum e a coisa fica pior ainda quando a pessoa cheia de boas intenções da uma de atrevido e muito abusado, como, por exemplo, ir pegando no braço de uma pessoa cega ou com baixa visão que pode até tomar um baita susto, as pessoas cheias de boa intenção, mas, que na verdade, só atrapalha não estão nem perguntando mais se o fulano precisa de ajuda, parece estar faltando ai um pouco de boas maneiras para essas pessoas que está cheia das boas intenções.

Outro curso que algumas pessoas da sociedade deveriam fazer é o famoso aprender a dizer NÂO, alguém aqui sabe o significado dessa palavra? Ele é exatamente o contrário do SIM e tem a mesma força, isso vale para aquelas pessoas que são exploradas ou que acabam tendo que fazer algo que não pode só por que não soube dizer não na hora certa, esses são certamente os que mais acaba “se dando mau” por reprimirem a sua própria vontade e isso acontece muito principalmente no trabalho, mas, fora o ambiente de escritório existe outros momentos em que você pode dizer não, como um exemplo eu vou citar um convite para ser madrinha de casamento da sua melhor amiga versus uma situação financeira realmente difícil, mas, como você é bonzinho que agrada a todo mundo você gasta o que não tem para poder agradar a sua amiga, só por que ficou com vergonha de explicar que o orçamento esta curto e assim acaba fazendo um empréstimo ou deixando de colocar coisa básica em sua casa para poder dar aquele presentinho como é tradicional de toda madrinha de casamento, isso também vale para o dia dos namorados né, o cara não tem dinheiro para comprar aquele ursinho da maritel para a namorada, mas, como este dia não pode passar em branco dá algo para ela por que ela deu um presente e o cara não pode deixar por menos então gasta o que não tem, acho que o dialogo nesses casos é o melhor caminho.

Este foi mais um “Pensamentos & Filosofias de vida”, espero que tenham aprendido mais um pouco e aguardo vocês até a próxima se Deus quiser.

Anúncios

Sobre Thiago

Thiago Pereira de Brito (29) Jaraguá – São Paulo – SP é um cidadão que já teve de logo cedo lutar para viver, nascido no hospital Cruz Azul estava tentando ganhar peso suficiente já que nasceu fraco, mas infelizmente o excesso de oxigenação queimou o globo ocular de sua visão direita e o deixou sem entrada de luz e também afetou consideravelmente o olho esquerdo do qual enxerga estimados trinta por cento. O primeiro grande desafio do Thiago venho na infância a escolha de uma escola normal ou especial não parecia uma decisão muito fácil, mas, Thiago escolheu de bate pronto o que queria enfrentar e durante boa parte de sua vida enfrentou dificuldades sendo que a maior delas foi a sua própria alfabetização. Hoje Thiago trabalha como analista de suporte à redes por uma grande empresa, formado em ciência da computação tem uma história vencedora que você pode conhecer neste site acessando a seção História de Thiago.
Esse post foi publicado em Pensamentos & Filosofias de vida. Bookmark o link permanente.

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s