A crise da CPTM e o receio de andar de trem

O povo paulista vive momentos de incertezas, os acidentes dos últimos seis meses que ocorreu nos trilhos da CPTM deixa dúvidas e coloca a CPTM com falta de credibilidade no instante em que os 21 bilhões que o governo estadual investe na melhoria de seu sistema de transporte sobre trilhos nas redes da CPTM e do Metrô são questionados.

Um dos seus dois últimos acidentes teve sua marca mais grave, o choque entre uma composição de passageiros e outra de manutenção deixou 53 feridos na estação da Vila Clarice, uma pacata estação que pertence ao bairro do Jaraguá na zona norte da capital paulista, a situação é preocupante pelo número de acidentes que já foram registrados só este ano e que esta apenas começando.

São Paulo transporta na CPTM aproximadamente 3 milhões de usuários todos os dias ao longo de suas 6 linhas que liga um pouco mais de 20 municípios a região metropolitana, por isso toda a atenção deve ser dada para este momento em que a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) se torna uma ameaça a seus usuários.

O outro lado – A CPTM diz que suas ultimas falhas foram causadas por fatores humanos, mas, este volume de acontecimentos ultrapassou todos os limites, o acidente da estação Vila Clarice tinha operadores experientes com mais de dez anos de casa, uma coisa para se observar, o governo tem que estar mesmo de olho ou muitas vidas podem ainda ser perdidas.

Na minha opinião eu não deixo de acreditar que os acidentes na CPTM podem estar ligados por razões políticas ou algum outro jogo de interesses, nunca em toda a história a CPTM sofreu dessa maneira uma quantidade anormal de problemas operacionais e acredito que o buraco é mais em baixo e durante as investigações podemos ficar sabendo de coisas que jamais poderíamos imaginar, enquanto isso os paulistas podem ter medo da CPTM que agora não tem mais credito algum.

Anúncios

Sobre Thiago

Thiago Pereira de Brito (29) Jaraguá – São Paulo – SP é um cidadão que já teve de logo cedo lutar para viver, nascido no hospital Cruz Azul estava tentando ganhar peso suficiente já que nasceu fraco, mas infelizmente o excesso de oxigenação queimou o globo ocular de sua visão direita e o deixou sem entrada de luz e também afetou consideravelmente o olho esquerdo do qual enxerga estimados trinta por cento. O primeiro grande desafio do Thiago venho na infância a escolha de uma escola normal ou especial não parecia uma decisão muito fácil, mas, Thiago escolheu de bate pronto o que queria enfrentar e durante boa parte de sua vida enfrentou dificuldades sendo que a maior delas foi a sua própria alfabetização. Hoje Thiago trabalha como analista de suporte à redes por uma grande empresa, formado em ciência da computação tem uma história vencedora que você pode conhecer neste site acessando a seção História de Thiago.
Esse post foi publicado em Opinião. Bookmark o link permanente.

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s