Bandido bom é bandido morto: Livre o mal da sociedade, pena de morte é a solução

Quando vejo na imprensa os maiores crimes no Brasil como o caso da Eliza Samudio, Isabela, Eloá e o mais recente do executivo da YOKI fico pensando que uma mudança no código penal brasileiro é necessária.

Meu argumento é simples, não há humanidade nenhuma em pessoas que cometem crimes cruéis, terríveis e que não há indícios de inocência, são escorias do universo que precisariam ser eliminadas, isso seria um favor que se faria para a sociedade, são pessoas que não tem concerto e não acrescentam nada na sociedade, o que um esquartejador, um estuprador ou um homem que tem a frieza de comemorar um seqüestro de um jogador de futebol vai acrescentar a sociedade, eu digo a você nada.

O direito humano só pode existir quando o criminoso é “humano”, quem matou tirou a vida de alguém por motivo fútil e não merece viver se ficar mais que provado o que normalmente acontece são pessoas com o mais puro sangue frio que não tem amor a vida de seu semelhante e deveriam sim pagar com a própria vida, direitos humanos? O criminoso não é um ser-humano.

Alexandre Nardoni, Elize Matsunaga, Suzane Richthofen, Lindemberg Alves e tantos outros é pouco apenas serem presos, uma hora eles vão sair e mesmo que não levem uma vida normal, uma vez criminoso de alta periculosidade sempre criminoso mereciam a pena de morte para pagar pelo que fizeram e prestar contas a sociedade.

O homem de 36 anos que seqüestrou o jogador de futebol Valdivia do Palmeiras é um exemplo clássico de alguém que não tem concerto, o cara já tem um currículo de extensa vida criminal além de ser foragido, esperar o que de alguém assim, acha que ele vai mudar? A lei penal no Brasil parece ser muito branda, fraca e ineficaz, o argumento sobre a pena de morte dos que são contra dizem que é ineficaz e que existe o risco de condenar a morte um inocente, alguém me diga aqui se um desses casos que citei acima são inocentes esses criminosos de alta periculosidade.

Sou a favor da pena de morte, claro que ela é eficaz, você se livra de um marginal problemático, é menos um para o sistema sustentar, serve de exemplo para evita crimes futuros e reduz as lotações nas cadeias, como eu disse não há humanidade alguma naquela que mata seu semelhante ou o tortura até a morte.

Como seria se houvesse pena de morte para crimes mais pesados sob meu ponto de vista:

Modo de implantação – Criminoso primário ou não comete um crime grave, ocorre como os dias de hoje um processo de apuração dos fatos, provas anexadas ao processo e então o juiz do caso decide que a vida do criminoso vai a júri popular como é feito nos dias de hoje.

Em júri popular será decidido se este criminoso é ou não culpado pelo crime que esta sendo julgado e também decidira se ele deve sofrer a pena capital (pena de morte) dependendo da gravidade do crime e das provas incontestáveis de sua culpa, além disso o júri deve decidir em caso de condenação a pena capital qual seria a sua forma de execução, como todos sabem existe diversos métodos de se aplicar a pena de morte.

Como seria os reflexos se aplicasse a pena de morte no Brasil? Sob meu ponto de vista um criminoso que sabe que pode ser condenado a morte teria “medo” de cometer um crime, isso parece muito drástico, mas, necessário para manter a ordem, já esta mais que provado que tem algumas centenas de criminosos que não pensam em um dia se tornarem cidadões e desse mal nós temos que nos livrar é um favor que se faz para a sociedade, provavelmente se a pena de morte estivesse implantada no Brasil isso iria desencorajar a Elize a esquartejar o marido ainda vivo ou até mesmo matá-lo pois saberia que poderia ser condenada a morte, já foi provado que muitos criminosos de alta periculosidade não se arrependem dos crimes que cometeram e os comemoram, foi o caso de Lindemberg que matou a ex-namorada Eloá (15) e comemorou o feito de forma eufórica “Eu matei, matei, matei….” disse na época. O caso Elize mostra a frieza de uma SERIAL KILLER e até onde vai o ódio de uma pessoa por causa de uma traição e pior do que isso, ela não pensou na filha dela, não foi nada racional e até a publicação dessa matéria existe indícios de que a vitima foi esquartejado ainda vivo, quer algo mais frio do que isso? Ai a moça vai presa e um dia vai sair da cadeia no sistema penal atual e ai ela leva uma vida normal sem peso na consciência pelo amor de Deus ela tinha que morrer com a pena de morte e para ela ainda acho pouco.

Enquanto houver penas brandas aos criminosos, o crime ainda será em certos pontos compensador, valera a pena roubar, matar, estuprar, esquartejar, etc. por que o máximo que pode acontecer é você ser preso, acho que uma mudança é necessária, fico impressionado como o crime atingiu patamares de perversidade, crueldade e frieza impressionantes, um eventual direito humano de um criminoso é perdido quando ele perdeu a humanidade, pena de morte para crimes graves, eu sou totalmente a favor.

Anúncios

Sobre Thiago

Thiago Pereira de Brito (29) Jaraguá – São Paulo – SP é um cidadão que já teve de logo cedo lutar para viver, nascido no hospital Cruz Azul estava tentando ganhar peso suficiente já que nasceu fraco, mas infelizmente o excesso de oxigenação queimou o globo ocular de sua visão direita e o deixou sem entrada de luz e também afetou consideravelmente o olho esquerdo do qual enxerga estimados trinta por cento. O primeiro grande desafio do Thiago venho na infância a escolha de uma escola normal ou especial não parecia uma decisão muito fácil, mas, Thiago escolheu de bate pronto o que queria enfrentar e durante boa parte de sua vida enfrentou dificuldades sendo que a maior delas foi a sua própria alfabetização. Hoje Thiago trabalha como analista de suporte à redes por uma grande empresa, formado em ciência da computação tem uma história vencedora que você pode conhecer neste site acessando a seção História de Thiago.
Esse post foi publicado em Opinião. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Bandido bom é bandido morto: Livre o mal da sociedade, pena de morte é a solução

  1. joffrederico disse:

    Estou contigo e não abro, quando o cara é reincidente não tem cura mesmo, entrou em alguma casa de reedugando, sai de la formado em bandido, que não tem recuperação, creio que uma vez reincidente, o geito é câmara de Gaz ou ingeção letal, se o crime for hediondo, aí a morte é proporcional, a começar pelos politico QU CONSIDERO CRIME HEDIONDO, porque sabem o que estão fazendo, matando crianças, idosos e acabando com a educação e saúde. fogo neles…, limpeza geral, O Brasil se torna O PARAISO.

  2. Daniel disse:

    uma solução simples, que não daria prejuízos a nação… seria o seguinte. Bandido foi pego em flagrante ou foi pego por algum crime. É réu primário? coloca as digitais no computador, assina um termo ou se não souber a mãe ou o pai assinam no caso de um menor, para poder ser liberado. Após fazer isso não prende o cara libera! mas se for pego da segunda vez em assalto, ou assassinato, vamos fazer uma pequena cirurgia, e seccionar da mão direita o nervo ulnar, radial e mediano, da mão que o bandido usou a arma. Eu te garanto que ele nunca mais vai pegar um revolver pra assaltar, e isso vai servir de exemplo para os outros. Não vai dar prejuízos À previdência, por que? outros bandidos vão correr assustados quando virem a situação e vão parar de assaltar. Além disso, mais pessoas inocentes que iriam morrer na mão daquele bandido, ou que iam perder os seus pertences não irão mais. Não acredito que uma morte por assassinato seja castigo divino ou carma. É coisa de nação destruída pelo sistema arcaico em que vive. Bandido no Brasil que rouba 2, 3, 4, 5, 50 vezes não tem jeito é pena de morte ou então, fazer o que eu disse.

    idéia de
    Daniel, já fui assaltado 4 vezes.

  3. Porque será que os políticos não concordam? alguns afirmam que eles estaria enrascados, por isso passam de longe do assunto. uns 80%deles já teriam sido executados, pois são eles os primeiros criminosos, a matarem, ao roubarem a previdência, ao roubarem e desviarem verbas destinadas a Saúde, Educação, e Segurança. fortunas foram desviados, dos falidos IAPB, IAPTEC, IAPC, IAPI e hoje INSS, E MUITO MAIS, o roubo e a corrupção é tanta que fica impossível nomina-las. esses desvios e roubos deveriam ser considerados crimes hediondos, por isso passam de largo. e invertem a Justiça em suas decisões..

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s