Novo MEGAUPLOAD é um golpe de misericórdia a favor da pirataria massiva de conteúdo protegido por leis autorais: Reflexão é necessária não para combater a pirataria mas sim convencer que vale a pena comprar o original

MEGASim, ele ainda esta começando, esta com problemas, mas, se todos os problemas foram resolvidos o MEGA o novo serviço de compartilhamento de arquivos acaba sendo um GOLPE DE MESTRE contra as leis de direitos autorais isto por que seu novo serviço protege seus arquivos com criptografia e só os usuários que sobem os arquivos tem as chaves que os desbloqueia.

Por tanto para efeitos jurídicos o novo site é totalmente dentro da lei, pois além de tudo tem o termo de uso que afirma que o site respeita o copyrights alertando o usuário para não colocar conteúdo protegido por direitos autorais, mas, se o conteúdo será criptografado e nem mesmo o próprio dono do serviço saberá o que estará lá dentro de seus servidores como poderá controla-lo? Na pratica os usuários colocaram massivamente conteúdos protegidos e o copyrights que se foda e mesmo KIM DOTCOM sendo modesto dizendo que o MEGA não é uma espécie de vingança contra Hollywood e gravadoras a verdade é que o MEGA é uma facada no coração de gênio contra aqueles que ainda resistem em defender gravadoras e que lutam contra a pirataria.

Compartilhar sem ganhar nada em troca é crime? Quer dizer pensa bem, eu tenho um clipe musical da ADELE e eu faço UPLOAD dele e eu compartilho com toda a internet sem cobrar um centavo de ninguém, estaria eu cometendo um crime? Quem vende conteúdo protegido por copyrights esta cometendo um crime por que ele tem lucros com o trabalho alheio e não eu que simplesmente compartilha o conteúdo protegido. Isso é genial, o que a FBI, as gravadoras e qualquer outra entidade que defende os direitos autorais vai fazer agora? Vai fazer uma caça as bruxas a esses um milhão de usuários que se inscreveram no novo serviço MEGA? Vão se render? Ou vão pensar em uma forma de baratear os custos para que aqueles que realmente gostam de trabalhos originais possam comprar? KIM DOTCOM é um gênio e foi o grande vendedor contra a FBI e o governo americano que se intromete em tudo.

Pelo amor de Deus, eu não sou a favor da pirataria, sou contra é os preços abusivos de coisas originais especialmente softwares e jogos, meu Deus vamos pensar um pouco, eu tenho Playstation 3 e no sistema da SONY da muito trabalho o desbloqueio e sendo assim preferi manter o meu travado, mas, meu amigo da dó quando eu tenho que desembolsar R$ 179,00 para comprar aquele FIFA13 que eu tanto queria, o jogo veio cheio de defeitos e incompleto sem contar que na época não tinha o Palmeiras licenciado.

Eu tenho o Windows 7 original que comprei na Submarino pagando a bagatela de R$ 399 (ai como dói) é um sistema básico para fazer meu computador funcionar e ainda é a versão HOME PREMIUM por que a ULTIMATE é quase 600 reais na época!!!! Sendo que na internet você pode ter o mesmo produto de graça se encontrar alguém que teve a boa vontade de fazer UPLOAD dele ou talvez comprar por R$ 10,00 no camelo da Lapa.

A industria quer acabar com a pirataria mas não quer e não aceita baixar os preços de seus produtos, poxa vida, eu adoro FIFA, ficaria imensamente feliz se o preço do jogo original custasse entre 59 a 90 reais, compraria com o maior gosto e jamais recorreria a produtos alternativos, bandido aqui são as próprias produtoras, policia, governo e não somente nós que recorrem a esses meios.

Quer um exemplo? Show do U2 em abril de 2011 eu estava lá, ganhei o meu ingresso pela minha bondosa tia, mas, poderia ter comprado, parece que o mesmo custa R$ 200 apesar do salário mínimo estar em torno de R$ 650, mas, vamos supor que eu tivesse comprado esse ingresso que custa R$ 200 é uma pena amigo, mas, essa não é a única coisa que você precisa pagar para ir ao show, estádio do Morumbi bairro de elite e preço de elite também, conforto do estádio” meia boca” com o banheiro ruim (péssimo) de dar nojo, nada contra o U2 e sua equipe, show de excelente qualidade e cheio de farofas vale os duzentos reais ou mais só que ai tem aqueles problemas de um show aqui no Brasil que são uma lastima e ficara para mim como destaque a capinha de guarda chuva, um saco plástico vagabundo custando R$ 15 e um bandido que diz que cuidará de seu carro por R$ 50 (você deixa o carro estacionado na rua) ainda tem que pagar por isso por que se não pagar meu amigo eles destrói seu carro e eu te digo mais, minha prima foi no mesmo show, o marido dela chegou cedo para o evento estacionou o carro em um lugar longe demais, pagou para vigiar o carro para um flanelinha idiota e ainda teve seu carro guinchado.

Exemplo número dois: UFC SP – Lá estava eu louco para assistir e então fui ver o preço do ingresso R$ 400 doeu e então eu pensei, vou de transporte publico – só que o evento termina as duas da madrugada então eu voltarei de taxi para o meu bairro do Jaraguá sendo que o evento é em Moema que já vai me custar o olho da cara!!! Mas se eu lhe dizer que a gota da água por desistir de ir ao show esta em uma taxa de R$ 160 referente a taxa de conveniência da empresa que distribui os ingressos você acreditaria em mim?

Isso mesmo, então vamos aos cálculos 400 + 160 = R$ 560,00 só o preço do ingresso sem contar o taxi que eu teria que gastar e talvez mais uma ou outra despesa, mas, e se fosse de carro? Provavelmente eu gastaria mais R$ 50 a 100 ou mais para deixá-lo em um estacionamento por que quando tem show é assim, então me diga qual o estimulo que eu tenho para pagar pelo original?

Uma coisa sempre puxa a outra o vácuo da clandestinidade existe para suprir a ineficiência do normal, por isso eu digo, as classes do entretenimento não vê o lado da população, se você gosta de algo pagara por isso, mas, não pode haver exageros e preços absurdos e além disso é preciso pensar em meios para promoção e competitividade, essa mesma internet que distribui o conteúdo protegido e que fazem os artistas perderem milhões é a mesma que os promove, gravadoras e estúdios estão batendo cabeça por que não sabem aproveitar este mundo de possibilidades e dão murro em ponta de faca no mesmo lugar mais preocupadas em proteger seus produtos sem pensar em meios de fazer e convencê-los a se legalizarem.

Alguns parecem já ter percebido isso como a Microsoft que prometeu atualização do seu Windows 8 para quem comprasse a licença original pelo site da empresa e descarregasse para o seu micro com o Windows 7 original, no entanto, de uma forma não oficial mesmo quem tinha Windows anteriores irregular relataram que conseguiram comprar a licença do atual e ativaram sem problema, boa estratégia se for mesmo assim que a companhia esperava em convencer seus usuários a ter Windows original, poxa até eu quero!

Na contra mão disso esta a SONY por exemplo que tanto faz se você compra aquele jogo de PS3 na loja online e descarrega em forma de download para o seu console ou compra na caixa do Submarino ele ira custar os mesmos R$ 179,00, mas, por que? No meu ponto de vista o conteúdo digital que você faz download deveria custar menos (bem menos), pois não tem despesa com vendedores, com fornecedores (lojas), com transportadoras que entrega o produto e nem mesmo com mídias e embalagens que monta o conteúdo em caixa então por que o preço é o mesmo? Estratégia estúpida e incoerente eu diria e por essas e outras a pirataria é uma alternativa mais atraente.

piratariaPor fim deu para entender por que o caminho da industria não esta em ficar comprando uma briga eterna contra a pirataria mais sim mudar o foco em arrumar maneiras que faça com que os usuários fique ao lado do original é bom, original é legal e usar a própria internet para promovê-las, enquanto essa conscientização não existe KIM DOTCOM o criador do serviço de armazenamento MEGA faz por nós mesmo sem admitir ele simplesmente de uma forma muito inteligente cortou todas as possibilidades de qualquer entidade acusá-lo de distribuir massivamente conteúdo protegido por que o fato de proteger todos os arquivos com criptografia faz com que realmente o usuário seja o único responsável pelo conteúdo que compartilha e eles por sua vez em sua grande esmagadora maioria não esta nada preocupada e nem mesmo eu (autor deste blog) em que publico, o site ainda se resguarda dizendo que não é a favor que o usuário publique conteúdo protegido ainda que não possa saber o que será hospedado, o resultado quando este serviço for estável todo mundo já sabe, será o site com a maior quantidade de softwares, jogos, musicas, filmes e qualquer outra coisa digital que tem direitos autorais ou não compartilhado e o pior de tudo, sem qualquer respaldo que diga que essas praticas são ilegais pois não tem como a FBI ou qualquer outro tomar posse dos arquivos que para eles não terá serventia nenhuma uma vez que estão criptografados, além disso, o serviço MEGA disponibiliza um pequeno link onde pode-se denunciar quando ver um link para seu site de uma obra protegida sendo compartilhada, mas, isso é apenas uma formiguinha no meio de um oceano quase infinito a ser explorado, por tanto, não há saída jurídica e legal para punir e tirar do ar o MEGA, os alvos provavelmente serão os seus usuários, mas, isso ai vai ser algo muito mais difícil só se as operadoras começarem a bloquear o acesso ao serviço e ai já virou ditadura.

Dentro de pouco tempo acredito que uns seis meses até dois anos haverá uma mudança na pratica dos direitos autorais em função do MEGA, isso para mim meus amigos é a derrota esmagadora da industria do entretenimento contra a pirataria e se ainda existe algo que eles possam fazer para impedir espero que não seja prender aqueles que compartilham conteúdo protegido por que se isso acontecer a guerra digital estará declarada.

Eu ouso declarar que o MEGA representa com base nos conhecimentos da lei atual de amparo mundial sem qualquer base jurídica para detê-la o fim e a derrota inevitável da industria do entretenimento, mas, pode ser também o inicio e o renascer de uma nova atitude das mesmas para haver uma profunda e necessária mudança de conceito ao invés de combatê-los pense em uma forma de convencimento de que o original é um produto melhor que o pirata, o ponto de partida da industria esta ai, o dia em que o original tiver mais vantagens que o pirata as pessoas que amam esses trabalhos tenha a certeza pagará por isso.

Anúncios

Sobre Thiago

Thiago Pereira de Brito (29) Jaraguá – São Paulo – SP é um cidadão que já teve de logo cedo lutar para viver, nascido no hospital Cruz Azul estava tentando ganhar peso suficiente já que nasceu fraco, mas infelizmente o excesso de oxigenação queimou o globo ocular de sua visão direita e o deixou sem entrada de luz e também afetou consideravelmente o olho esquerdo do qual enxerga estimados trinta por cento. O primeiro grande desafio do Thiago venho na infância a escolha de uma escola normal ou especial não parecia uma decisão muito fácil, mas, Thiago escolheu de bate pronto o que queria enfrentar e durante boa parte de sua vida enfrentou dificuldades sendo que a maior delas foi a sua própria alfabetização. Hoje Thiago trabalha como analista de suporte à redes por uma grande empresa, formado em ciência da computação tem uma história vencedora que você pode conhecer neste site acessando a seção História de Thiago.
Esse post foi publicado em Opinião e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Novo MEGAUPLOAD é um golpe de misericórdia a favor da pirataria massiva de conteúdo protegido por leis autorais: Reflexão é necessária não para combater a pirataria mas sim convencer que vale a pena comprar o original

  1. batmala disse:

    É inevitável que haja uma ação em contrapartida à tudo que tem sido feito para evitar o compartilhamento de conteúdo digital. Entretanto, cercear a liberdade e direito de uso de algum conteúdo através da web é um tiro no próprio pé.

    A internet movimenta milhões em dinheiro a cada minuto/segundo e querer limitar este meio é assinar a própria falência de grandes massas corporativas.

    Eu creio que haverá uma mudança sutil no início com tem sido feito pela Microsoft, oferecendo seus produtos à preços bem mais atraentes e competitivos para quem já possui algum produto registrado e legal desta.

    Eu também sou “Sonysta” e tenho orgulho de possuir um console travado e pagar pelo conteúdo original, porém, compartilho da mesma opinião que você, a $ony deveria baratear todo conteúdo digital por não haver a necessidade de intermediários ou muito menos custo com material, pois, a sua própria rede mantém os dados que já tem custo por haver uma estrutura para tal.

    Há algum tempo atrás, era possível comprar um jogo pela PSN Store e compartilhar com até 5 contas/usuários/consoles, mas a Sony percebeu que não lucraria muito com isto e limitou para no máximo 3 pessoas, e mesmo assim o compartilhamento de conteúdo é aceito de forma legal, só que, nem todos os usuários e donos de console da sony sabem ou utilizam desta brecha a fim de baratear o custo de seus games favoritos.

    Ainda existem saudosistas que fazem questão de ter a mídia física, seja para ostentar, ou para colecionar, no meu caso tanto faz, desde que seja vantajoso ou se aplique a regra acima, todavia não é fácil achar quem queira compartilhar conteúdo/comprar em grupo qualquer tipo de mídia digital.

    Vejo que a próxima geração de consoles adotará esta estratégia, aos poucos aposentando a mídia física que possui suas limitações em capacidade de armazenamento, dando lugar para transferência digital que é muito mais prática e rentável/barata.

    É a tendência do mercado e que vem se concolidando à cada ano e pode ter certeza que assim será!

    Ah, aproveita e add minha PSN ID pra gente tirar uns contrar online: batmala ou batmalaBR

    Abs,

    Roberto Novaes

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s