Entre o excesso da força e a destruição é melhor o excesso da força

Tropa de ChoqueObservo como a imprensa mais tem atrapalhado a polícia de São Paulo e outras do que ajudado, é verdade que um dos protestos de julho de 2013 foi sangrento e talvez com razão recebeu criticas e da lá para cá a policia não sabe mais o que fazer para conter a onda de vandalismo e chamam de violência gratuita contra os manifestantes, será?

Eu participei de um dos protestos contra o aumento das tarifas e foi tudo na paz, a diferença deste para os de hoje em dia é que naquela época ainda não existia os BLACK BLOC que são pura violência e há muito para se investigar ainda sobre isso conforme já havia adiantado em um post anterior que você pode ler clicando aqui.

Diga-me o que fazer então? Ter ou não ter o controle, deixa quebrar tudo ou desce o cassete em todo mundo, o “meio termo” não cabe mais nesse momento por que a situação chegou a um ponto em que a desordem está tomando conta do estado e não o estado tomando conta da desordem.

A polícia paulista já usou diversas táticas desde a mais violenta possível até a mais submissa a sua ultima adotada foi a tropa ninja não armada especializada em artes marciais e tudo o que a imprensa sabe fazer é falar dos excessos, uma coisa precisa ficar bem clara, uma pequena minoria não está protestando e sim causando a baderna e estes deveriam ser presos.

Do jeito que está não da mais, ou você se omite ou você controla, talvez seja mais fácil a policia soltar uma nota dizendo que haverá toque de recolher nas regiões onde serão realizados as manifestações e ligar o “foda-se”, até quando vamos ter comércio e agências bancárias depredadas, barricadas nas ruas e até mesmo carros incendiados só para não ter excessos e machucar eventualmente um inocente que apenas estava no lugar errado e na hora errada, a maior cidade da America latina sofrendo nas mãos na marginalidade que se transformou esses eu diria “bando mercenários sem causa” amando de alguns (cabe investigação) para causar a destruição.

Se entre o abuso da força excessiva ou deixar a desordem comer solta prefiro a primeira opção assim os interessados em sua integridade que não pensem em passar pela região densa antes que o pior esteja por vir e a copa está chegando, imagine o caos que será quando os protestos se intensificarem, isso é apenas um treinamento polícia brasileira, prefira o excesso da força do que a desordem para retomar a ordem.

Anúncios

Sobre Thiago

Thiago Pereira de Brito (29) Jaraguá – São Paulo – SP é um cidadão que já teve de logo cedo lutar para viver, nascido no hospital Cruz Azul estava tentando ganhar peso suficiente já que nasceu fraco, mas infelizmente o excesso de oxigenação queimou o globo ocular de sua visão direita e o deixou sem entrada de luz e também afetou consideravelmente o olho esquerdo do qual enxerga estimados trinta por cento. O primeiro grande desafio do Thiago venho na infância a escolha de uma escola normal ou especial não parecia uma decisão muito fácil, mas, Thiago escolheu de bate pronto o que queria enfrentar e durante boa parte de sua vida enfrentou dificuldades sendo que a maior delas foi a sua própria alfabetização. Hoje Thiago trabalha como analista de suporte à redes por uma grande empresa, formado em ciência da computação tem uma história vencedora que você pode conhecer neste site acessando a seção História de Thiago.
Esse post foi publicado em Opinião e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s